Follow by Email

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Valtinho: «Massacrei o Maradona e ensinei o Figo a conduzir»

Valtinho (Sporting)

Na sequência da reportagem com Carlos Kaiser, reencontrámos Valtinho. Para quem não se lembra, este antigo médio jogou em Portugal entre 1986 e 1993. Primeiro no Sp. Braga (1986-1989), depois no Sporting (1989/90), novamente no Sp. Braga e finalmente no Penafiel (1991/92) e no P. Ferreira (1992/93).

Duro, senhor de um grande pontapé, temerário, Valtinho encheu o meio-campo em Braga e tornou-se numa unha do leão idealizado por Jorge Gonçalves. 21 anos depois fala ao Maisfutebol sobre o jogo mais marcante da sua carreira. O jogo em que marcou Diego Armando Maradona.

«Nápoles-Sporting na Taça UEFA. Perdemos nas grandes penalidades. Massacrei o Maradona durante o tempo todo, fiz três ou quatro entradas duríssimas sobre ele e no final fui eleito o melhor em campo. Ele insultou-me várias vezes e eu só me ria. Ganhei uma cigarrilha de prata que guardo até hoje em casa», relembra Valtinho, agora com 44 anos.

«Ironicamente, o Alemão lesionou-me e não pude marcar o meu penálti. Tínhamos uma bela equipa. O Ivkovic era um guarda-redes doido, o Venâncio, o Douglas, o Luisinho, o Fernando Gomes. Que saudades desses tempos. Envio um abraço para todos eles.»

«Saí à noite e o Manuel José humilhou-me no balneário»

Nesses tempos, o Sporting tinha no plantel principal um menino ainda júnior: Luís Figo. Dentro de campo, Valtinho não tinha muito para lhe ensinar. O talento do extremo já extravasava o nível médio do plantel. Fora dos relvados a conversa era outra.

«O rapaz ia de autocarro para os treinos. Eu já tinha dois bons automóveis. A partir de dada altura comecei a ficar com ele e com o Amaral depois de cada sessão de trabalho. Fui eu que os ensinei a conduzir, a pedido deles. O Figo tinha muita mais habilidade no relvado do que atrás do volante. Até metia impressão», conta Valtinho, entre gargalhadas.

O treinador dessa equipa era Manuel José. «Cadê ele? Está no Egipto? Nossa, certo dia humilhou-me em frente a todo o plantel. Mas mereci. Eu tinha 23 anos, vivia sozinho e fazia algumas asneiras. Uma vez saí à noite e fui apanhado. Na manhã seguinte pôs-me no centro do balneário e deu-me um sermão inacreditável. Nunca mais fiz o mesmo.»

«Treinei o Diego Maurício: é um craque»

Antes das despedidas, Valtinho faz questão de falar um pouco sobre o seu trabalho no Flamengo. Depois de ter estado na equipa técnica dos juniores durante alguns anos, assumiu recentemente o comando dos juvenis. E recomenda «fortemente» um jogador aos clubes portugueses.

«Treinei o Diego Maurício e não tenho dúvidas em dizer que é um craque. Faz golos de toda a forma e feitio. Tem 19 anos e já é uma das principais figuras do Flamengo. Adoraria vê-lo num grande clube português.»

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.