Follow by Email

domingo, 10 de abril de 2011

FUTSAL SPORTING vs MERDA-1-4

<> <>
O Sporting perdeu por 4-1, perante um Benfica que teve a sorte de ter tido como amigos uma dupla de arbitragem que deixou muito a desejar.  Os «leões» que entraram claramente mais fortes que o seu adversário, viram logo o seu treinador, Orlando Duarte, ser expulso do banco ao minuto 6. Deo, no minuto seguinte inaugurou o marcador, apontando um bonito golo.
O Sporting procurava alcançar um resultado favorável e contou com a inspiração de Cristiano que durante a primeira parte defendia exemplarmente todas as intenções encarnadas. Aos 10 minutos, impediu que o Benfica igualasse através de um livre de 10 metros e, depois, aos 14 minutos conseguiu evitar, por duas vezes, que o seu adversário concretizasse. A dois minutos do intervalo, Divanei esteve próximo de aumentar a vantagem, com um remate fortíssimo, mas a bola bateu no poste e não entrou. Resta dizer que nesta primeira parte, o Sporting jogou perante duas equipas fortes, uma das quais com clara dualidade de critérios que, muito habilidosamente, marcou muitas faltas inexistentes aos «leões» e fechou vezes de mais os olhos às entradas duríssimas por parte dos homens da Luz.
Na segunda parte, o Benfica chega ao golo num lance em que mais uma vez houve «dedo» do árbitro. Joel rematou para o fundo das malhas da baliza do Sporting quando Cristiano já tinha a bola nas mãos. Um lance que deveria ter sido de falta para o Benfica, mas Paraty preferiu que fosse de festa.
O segundo golo dos encarnados aconteceu, novamente, num lance em que o Sporting voltou a ser prejudicado. Deo sofreu falta no meio campo, que não foi assinalada, o que permitiu que Arnaldo se colocasse em boa posição de fazer o golo.
A perder, os «leões» tiveram sempre uma atitude de grande dignidade, lutando com todas as forças para dar a volta ao resultado. Orlando Duarte passou à estratégia de utilizar Cristiano quando o Benfica atacava e Alex, como guarda-redes avançado, quando o Sporting subia no ataque. Foi nesse período que o Benfica chegou ao seu terceiro golo, aos 38 minutos. Nesse minuto Cardinal foi expulso por ter lançado uma garrafa de água para a bancada, depois de ter sido atingido por ela e, no minuto seguinte, Joel fez o quarto.
Foi uma tarde infeliz para os «leões» que foram muito mais fortes, muito mais lutadores, estiveram muito mais perto de vencer, mas tiveram pela frente um Benfica igualmente capaz e uma equipa de arbitragem que tudo fez para impedir que o Sporting terminasse a fase regular no primeiro lugar da classificação. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.